Nosso WhatsApp

(16) 98208-1164

Você sabia que colchão tem validade?


 

Não é segredo para ninguém que uma boa noite de sono tem capacidade de aumentar, significativamente, a nossa qualidade de vida, já que ajuda a repor as energias e preparar o corpo para um novo dia de tarefas e atividades. Para poder se beneficiar das vantagens de uma noite de sono tranquila, é preciso contar com um colchão de boa qualidade posicionado na sua cama.

Se você tem um bom colchão para dormir, outro cuidado que deve ter para garantir a qualidade do seu sono é ficar de olho na vida útil desse produto, já que com o tempo de uso ele pode perder alguns dos benefícios que fornece para a sua coluna. Ficou curioso para descobrir qual é o tempo de vida útil do seu colchão? Confira e tire suas dúvidas sobre esse assunto!

Todo colchão tem tempo de vida útil

Poucas pessoas observam, mas todo colchão que você vai adquirir ao longo da sua vida virá com uma data de validade acoplada ao material ou referenciada na aquisição do produto. O tempo médio de vida útil de um colchão é de quatro a cinco anos, já que esse é o prazo em que as substâncias antifúngicas e bactericidas adicionadas ao material vencem – e também o período em que produto começa a apresentar alterações na sua estrutura. Quando esse prazo é ultrapassado, os colchões começam a ficar mais vulneráveis a contaminação por ácaros, fungos e bactérias, além de oferecer mais risco à saúde da coluna de quem opta por dormir no material prejudicado.

Aprenda a identificar um colchão vencido

Se você não consegue verificar a data de provável vencimento do seu colchão, é possível observar alguns sinais do material que influenciam na queda da qualidade do produto, podendo refletir de maneira significativa na sua saúde.

O primeiro fator que deve ser observado em um colchão que pode estar vencido é a estrutura do material. Colchões de espuma ou de mola tendem a perder a firmeza, ficando mais macios e deformados ao longo do tempo de uso. Isso porque esses materiais cedem naturalmente à frequência do seu uso.

Outra característica importante a ser observada em um colchão antigo é o desenvolvimento de manchas no material, que são resultados do suor e de outras secreções corporais que têm contato com o produto ao longo do seu tempo de uso. Quando elas aparecem, é sinal de que os antifúngicos e as bactericidas já não estão agindo mais no seu colchão.

Respeite o prazo estabelecido pelo fabricante

Mais importante do que aprender a identificar um colchão com tempo de vida útil esgotado é respeitar sempre o prazo de validade do produto estabelecido pelo fabricante no ato da compra. Dormir em um colchão que ultrapassou esse prazo é uma maneira de colocar em risco a integridade da saúde da sua coluna, além da qualidade da sua noite de sono.

Por isso fique sempre atento ao prazo de validade estabelecido, especialmente no ato da compra, para que você possa escolher aquele material que ofereça o maior tempo de vida útil para o seu colchão.

Alguns cuidados podem aumentar a vida útil do produto

Um bom colchão só tem garantida a vida útil até a validade estabelecida pelo fabricante quando tomamos alguns pequenos cuidados para não acelerar a degradação do material. Confira quais são eles:

* Evite derramar líquidos no colchão;
Deixe o produto respirar, mantendo o colchão em contato com o ar sempre que possível;
Não use o colchão para sentar ou para sustentar objetos;
Posicione o colchão em camas adequadas para o seu tamanho – nem maiores ou menores que o produto;
Use os dois lados do colchão para dormir, fazendo um rodízio do uso das superfície sempre que possível.

 

Veja também:
Higienização de estofados em Ribeirão Preto
Entenda sobre a impermeabilização de estofados
5 motivos para fazer a limpeza dos estofados com frequência