Nosso WhatsApp

(16) 98208-1164

Entenda os tipos de tecidos para o sofá e saiba escolher o seu


 

Crianças, animais de estimação e regiões muito quentes ou frias influenciam na decisão.

Tamanho, cor do estofado e preço são geralmente os pontos mais relevantes na hora de comprar um sofá. Pouca gente leva em consideração o tipo de uso que será feito e a partir dele qual o revestimento mais adequado, o que pode se transforma em uma grande dor de cabeça no futuro.

Para ajudar na escolha, a especialista indicou uma lista de tecidos de acordo com as necessidades mais comuns. As opções variam entre materiais com maior durabilidade ou extremamente sensíveis e os considerados leves, como o linho, e pesados como o veludo, couro e camurça.

Crianças à vista

Pequenos em casa pedem tecidos duráveis e resistentes. E não faltam alternativas para eles. Entre elas estão o jacquard e os tecidos sintéticos. O jacquard lembra uma lona, como a usada no uniforme dos soldados do exército. Tem uma resistência ótima e o acumulo de sujeira é bem menor. Outra boa aposta é o tecido sintético (poliéster e polipropileno). Por ter plástico na composição, ele é naturalmente impermeável e dura muito mais tempo.

Pelo por todos os lados

Para quem tem animais de estimação a escolha do revestimento tem que ser pela facilidade de limpeza. Os eleitos nesse quesito são o couro e o couro sintético. Em ambos a sujeira não impregna e a limpeza é feita com um simples pano. Não recomendado para crianças, porque eles são sensíveis a manchas de canetas e canetinhas, por exemplo. A diferença entre o couro e o couro sintético é o custo e, consequentemente, a durabilidade. O sintético exige um cuidado maior para evitar o ressecamento e aquele indesejável efeito craquelado.

Faça frio ou faça calor

Em casas de campo e montanhas a sugestão são os tecidos mais quentes. Além do couro, camurça e veludo são boas pedidas. O veludo está com tudo, as cores vibrantes e o tom acolhedor estão fazendo dele o queridinho da vez. Para regiões quentes invista em fibras mais naturais. Privilegie tecidos que tenham algodão, como o linho e a sarja. É importante saber que apesar de leves e de toque macio, eles sujam com facilidade e não são tão fáceis de limpar.

Vida longa

Independentemente do tipo de tecido, a impermeabilização é a única saída para manter as características originais do sofá por mais tempo. A técnica evita que líquidos ou outros materiais penetrem no tecido formando manchas e danos permanentes. Existem no mercado tecidos que já são impermeabilizados de fábrica e para os que não são vale investir no procedimento pelo menos uma vez ao ano. Um pouco de molho shoyu ou vinho, por exemplo, podem ser fatais.

 

Veja também:
Higienização de estofados em Ribeirão Preto
Saiba como manter seu sofá sempre novo
5 motivos para fazer a limpeza dos estofados com frequência